A Cidade Maravilhosa encontra a Big Apple

 Chefe de pacificação em Nova York semana que vem

Click here for Marvelous City meets Big Apple

Se você estiver em Nova York ou na vizinhança, fique de olho para o modesto Secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame. Vai estar lá por apenas um dia, acima de tudo para assistir à estreia mundial de cinco filmes curtos no MOMA sobre a pacificação, dirigdos por jovens moradores de favela. O projeto 5 x Pacificação dá seguimento ao 5 x Favela de 2010, produzido por Cacá Diegues. Ele também estará na Grande Maça, junto com os diretores. O première acontece às 16 horas. Às 18 horas, Beltrame participará de um debate no New York Times, moderado por Larry Rohter, autor de Brazil on the Rise, que foi correspondente do NYT no Rio.

Mais cedo no mesmo dia, Beltrame se encontra com o vice-diretor executivo da ONG Human Rights Watch, Iain Levine, e será entrevistado pelo atual correspondente do NYT no Rio, Simon Romero.

Será interessante saber o teor da conversa com a  HRW. Nos últimos meses, a polícia carioca matou dois suspeitos notáveis em vez de prendê-los com vida, dizendo que houve confronto.

Ao contrário de muitos de seus subordinados, Beltrame está sempre aberto para conversar com defensores e observadores de questões de direitos humanos. HRW acaba de escrever uma carta ao governador Sérgio Cabral criticando a polícia, apesar de uma queda em violência policial desde o começo da pacificação, há quatro anos.

Bem que o sr. Levine poderia perguntar ao Beltrame sobre um relatório divulgado ontem no Rio pelo centro de pesquisa  CESeC (apoiado pela Fundação Ford), mostrando que uma proporção maior dos policiais de UPP se considera inadequadamente preparada para seu trabalho, do que aqueles que foram pesquisados há dois anos. O programa de treinamento passa por uma grande reforma, mas ainda existe uma triste falta de preparo sobre técnicas de policiamento comunitário. Policiais também relataram uma crescente percepção de atitudes negativas por parte de moradores de favela, perante eles. É possivelmente mais grave ainda o fato de que muitos dos que responderam à pesquisa (e também muitos moradores de favela) duvidam de que a pacificação seja algo permanente; dos 885 respondentes policiais pesquisados em vinte UPPs, o estudo classificou 51%  como “neutros ou ambíguos” sobre a pacificação, 12% “partialmente resistentes” and 3% “totalmente resistentes”.

Advertisements

About Rio real

American journalist, writer, editor who's lived in Rio de Janeiro for 20 years.
This entry was posted in Brasil, Brazil, Transformation of Rio de Janeiro / Transformação do Rio de Janeiro and tagged , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s